segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Nossa Brilhante Estrelinha


Estamos dentro de um corpo físico, que funciona maravilhosamente bem e graças a ele interagimos com a realidade.
Vemos as coisas e as tocamos, apenas com vê-las temos uma informação de cores, distância, até noções do peso e da textura.
O incrível é que tudo isso é uma representação que nosso cérebro faz da realidade.
A física e a química nos dizem que as coisas estão feitas de moléculas e o espaço vazio é muito maior que os espaços ocupados pela "matéria".
Veja o video a seguir, um trecho do filme "Quem Somos Nós", para ilustrar a questão anterior.



É com isso que temos que entender o que for possível do universo.
Por que temos que entender alguma coisa ? Poderíamos desistir, dar as costas dizendo que nunca teremos uma ideia clara do universo porque nossas limitações são enormes.
Desistir de entender, porque é algo que não vai fazer diferença na nossa vida.
Talvez quem pensa assim tenha razão.

O único problema para desistir de tentar entender isso, é que tomei consciência de mim mesmo.
Não foi tão difícil. Veja bem meu raciocínio básico:
Tudo que existe e ira existir estava naquele momento antes do Big Bang.
Eu estou aqui. Portanto, eu estive lá.
Não existe nenhuma outra possibilidade de eu estar aqui, se não estive antes onde tudo estava.
As moléculas que compõem o corpo, antes de ser elementos, assim como a partícula divina que lhe dá vida e conciência, antes de ser individualizada, tiveram a mesma origem de tudo que existe.
Contudo, com todas minhas limitações, sei que existo.
Se eu existo, eu estava lá.
Até ai todos podemos chegar. Se quisermos. É um tipo de dedução, aqueles muito mais evoluidos não precissam fazer, eles sabem, eles tem plena conciência disso.
Outras coisas podemos aceitar, somos irmãos, todos. Mais do que irmãos.

Até onde posso chegar ? Sem criar polêmica, até ai.
Só para você ver, vou dar mais um passo: Qual era a parte de nós que estava lá ?
Obviamente que a resposta envolve conceitos do tipo: minha alma, minha essência, meu espirito, e outras palavras com significados semelhantes. 
Cada uma dessas palavras são diferentes das outras.
Por exemplo: Alma, vem do hebraico Nephesh e do grego quch (psyche), já o Espirito é hmvn (Neshamah) ou Mwr (Ruach) e do grego Pneuma.
Poderíamos dizer que queremos nos referir à partícula divina que existe em cada um de nós. 
A palavra seria mais Espirito (Neshamah) entendido como o sopro Divino (Gênesis 2:7). Citei a Bíblia. Respeito todos os que procuram Deus. Sendo assim teria que ir pesquisar, pelo menos, nas outras grandes religiões do mundo, qual o nome dado ao "Neshamah" ...é algo muito abrangente, acho interessante, mas não vou fazer isso agora.
Todos aceitamos "O Universo", mas nem todos aceitam "A Criação".
Prefiro não entrar no labirinto das palavras e das crenças, tem um lado objetivo que todos podemos conversar facilmente: os fatos.

Vamos então falar de fatos...ou que, pelo menos, parecem fatos.

Permita-me mostrar fatos que me impressionam, sobre as estrelas.
As estrelas, como parte do Universo, chamam muito nossa atenção, talvez porque ao olhar para elas numa noite, longe das luzes da cidade, elas são o próprio Universo, o que conseguimos ver de maior da nossa realidade.

Mas, que tão grande é o que vemos ?  Na noite, aqui no Brasil, encontro a Constelação de Órion, com enorme facilidade graças às Três Marias (O Cinturão de Órion). A seguir tem ela nos dois hemisférios (foto da NASA).


Deixa mostrar o nosso Sol (o amarelinho do meio) e Alnitak (a maior em azul), uma das estrelas das Três Marias


Aqui no Brasil sempre olhamos para o Cruzeiro do Sul, uma constelação que faz parte da Bandeira do Brasil.
Na figura seguinte olha o tamanho de Gama Cruxis, a maior em vermelho, que é a estrela da ponta do Cruzeiro do Sul, ao seu lado esta Rígel, em cor azul, que faz parte de Órion, também aparece Alnitak, é a de cor azul na fileira de baixo:


Cada vez maiores e maiores, mas o que é grande mesmo? Vamos à maior estrela conhecida: Mu Cephei
Na figura de cima, Alnitak é um pontinho azul logo abaixo de Mu Cephei. Aparece também Gama Cruxis, que é a de cor vermelha na fileira de baixo.


A noite é uma lição de humildade.
Como não ser humilde ?
Vendo o Sol,
virando uma poeira, e nós ?
Um dos sete bilhões,
no planetinha azul,
o terceiro da estrela anã.
O Sol tem irmãs gigantescas !
Ele faz parte do Universo.
Nós também.


Numa das classificações de estrelas mais conhecida, a classificação espectral de Yerkes, o Sol esta na categoria das "Estrelas da Sequência Principal"e considerado uma estrela anã. 
Faz parte de uma categoria denominada G2, à qual pertencem a maioria das estrelas. 
Nessa classificação as estrelas passam para a categoria seguinte, que é a das Subgigantes ou Gigantes Vermelhas e depois para outra até chegar ao estágio final de Anã Branca.
A denominação de "Anã" não é nada discriminatório, apenas o nome utilizado na Astronomia, em função do tamanho comparativo com as estrelas Gigantes, Supergigantes e as Hipergigantes.
É fácil entender a razão dos nomes.
O Sol, mesmo tendo um tamanho parecido com a maioria das estrelas, tem um brilho maior que 85% das estrelas (G2) da Via Láctea, o que significa que é mais brilhante do que 100 milhões de estrelas da sua classe (G2). 
É uma estrela brilhante. 
É nossa brilhante estrelinha !


O tamanho das estrelas  muda com o tempo. 
As estrelas tem um ciclo de vida.
Incrível que nós, humanos, temos conhecimento do ciclo de vida das estrelas, que pode durar centenas de bilhões de anos.
Mas, temos sim, graças aos astrónomos, astrofísicos e demais cientistas que dedicaram suas vidas aos estudos, usando desde os telescópios de luneta, até os equipamentos modernos de raios x, espectrógrafo para infra vermelho (calor), espectrógrafo para a luz ultra violeta, além das observações ópticas com poderosos telescópios, incluindo o Hubble, em órbita da terra desde 1990.

O entendimento da dimensão tempo também é uma limitação nossa, para nós acontece como se fosse uma linha.
Nosso agora, o presente, divide o passado e o futuro. 
Temos acesso às informações do passado, mas, o futuro não o conseguimos ver.
Nosso presente afeta o futuro, mas, não afeta o passado.
Obviamente, o entendimento da dimensão tempo é a maneira como nosso corpo, com todos seus sistemas interpreta a realidade.

Considerando o tamanho das estrelas e a enorme quantidade delas (veja "Obs."), algo da ordem de 100 bilhões de trilhões de estrelas, imaginem toda essa energia reunida num único ponto, imaginem a densidade desse ponto, sabem de qual tamanho ? Teoricamente, de diâmetro zero ! (invisível).
 
Quem afirma isso são cientistas. A Teoria do Big Bang (Universo Inflacionário) é a teoria cosmológica dominante, ou seja, aquela com a qual concordam a maioria dos cosmólogos, astrofísicos, astrônomos e demais especialistas.

Concluindo, em primeiro lugar, continuo fascinado com o fato da ciência ter chegado até ELE. 
Em segundo lugar, o tamanho das estrelas e a quantidade total de estrelas, só me faz pensar nelas reunidas, 100 bilhões de trilhões de estrelas "comprimidas" num tamanho menor do que a cabeça de um alfinete.
Isso dá uma idéia da magnitude da energia... Energia é poder ?
Em terceiro lugar, pense comigo: 
Tudo estava lá, nada existia, apenas Ele. 
O que hoje existe, tudo, teve origem naquele ponto.
Então...
Temos uma palavra para esse ponto, não temos ?





OBS.
Quem chega até este Blog encontra muitos assuntos, todos me interessam, mas, nada como este de hoje e o anterior ("Ele" fev/2012).
Assim como hoje tem estrelas Hiper Gigantes e outras "G2", assim também existem civilizações como a nossa, espíritos como os nossos e outras e outros Hiper avançados.
Começamos a dominar a Engenharia Genética. Existem prós e contras, é algo muito delicado.
Gostaria de contar algo a respeito disso, talvez na próxima.
 

Também é interessante que, embora estreitamente relacionadas, a caraterística do brilho é uma coisa e o tamanho é outra.

Quantas estrelas existem no universo? existem mais de 1 trilhão de galáxias no universo, cada uma com 100 bilhões de estrelas, em média, ou seja: 100 bilhões de trilhões de estrelas. Esse cálculo o encontra clicando "aqui".


Um comentário:

Dona Vanda disse...

danfozbr
Muito interessante "Nossa brilhante estrelinha" que você postou.
Assim como você, também acredito que não estamos sós no universo...seria muito presunção não é mesmo?